Paulo Bufalo apresenta rotina da Câmara ao Instituto dos Cegos

201310311644091383245049_visita_cegos_cmc_

Coral apresentou cantigas de roda e poemas críticos

Venderam nosso amanhã, leiloaram o mercado”, interpretações de crítica social marcaram a visita do coral do Instituto dos Cegos Trabalhadores nas dependências da Câmara Municipal de Campinas, nesta quinta-feira, 31/10. O grupo é supervisionado pelo ator e diretor teatral, Eliseu da Cruz – conhecido como Zeus, há cinco anos. O professor de teatro disse que o “passeio” era esperado há muito tempo.

No início da visita, o chefe do cerimonial da Casa, Marco Padilha, contou a origem do Hino de Campinas, escrito por Carlos Gomes em 1885, e todos ouviram os Hinos Nacional e o de Campinas, além do vídeo institucional da Câmara.

Em seguida, o presidente da Comissão Permanente da Pessoa com Deficiência ou mobilidade Reduzida – vereador Paulo Bufalo (PSOL), que recepcionou o grupo, falou que a Comissão prepara um diagnóstico a ser encaminhado à presidência, para melhorar a acessibilidade na Casa.

Bufalo tirou dúvidas sobre a função dos parlamentares em fiscalizar e elaborar leis e explicou as ferramentas utilizadas para atender as demandas da população no Parlamento como a indicação, requerimento e moção.

A Casa acertou ao acolher o grupo, o cerimonial é bem preparado para receber pessoas com deficiência, o que é um primeiro passo para que se sintam à vontade. O próximo é encaminhar as demandas de melhorias por meio da Comissão, disse.

Ao passar pelo Plenário, o grupo fez questão de fotografar e registrar a visita. A curiosidade aumentou na Galeria dos Presidentes. Na Sala da Presidência, conversaram com o presidente vereador Campos Filho (DEM) e usaram o tato para conhecer o brasão da cidade.

Apresentação do Coral

O coral do Instituto dos Cegos Trabalhadores apresentou as cantigas de roda Fui no Tororó, Roda peão e Peixe vivo, com intervenções teatrais contra a discriminação da pessoa com deficiência e a favor dos direitos sociais constitucionais como saúde, educação, moradia, segurança e meio-ambiente. “Pode-se ter outras apresentações culturais, em eventos festivos ou formativos, há espaços para se trabalhar o protagonismo”, ressalta o vereador Paulo Bufalo.

Posted in Noticia.