PSOL-SP reafirma segunda gestão de Paulo Bufalo

Desafio é a política interna de finanças

Militantes do Partido Socialismo e Liberdade – PSOL do estado de São Paulo reelegeram o atual presidente, vereador Paulo Bufalo para a segunda gestão. A escolha ocorreu neste domingo, 20, durante o IV Congresso Estadual, na capital paulista. O encontro reuniu 410 delegadas e delegados representando 170 municípios do interior, litoral, capital e a Grande São Paulo.

Reunir esses militantes no IV Congresso e atualizar o conteúdo programático do partido é uma forma de prepará-los para ouvir as ruas, o que vem das mobilizações sociais e sobreo processo eleitoral de 2014”, destaca o presidente. Para Bufalo, o partido tem novos desafios (ver texto abaixo) como implementar a política de finanças na militância.

O IV Congresso Estadual aprovou 15 Resoluções dos setoriais de educação, saúde, mulheres, negros e negras, sindical, direitos humanos, entre outros, além da conjuntura e balanço do governo federal, eleições 2014 e política de alianças.

O encontro contou com a presença do presidente nacional do PSOL, deputado federal-SP Ivan Valente, deputado estadual-SP, Carlos Gianazzi e do mais recente filiado, professor de filosofia da Universidade de São Paulo, Vladimir Safatle.

As resoluções de São Paulo, assim como de outros estados, serão incorporadas ao Congresso Nacional, que ocorre de 29/11 a 02/12, em Brasília.

Desafios

Paulo Bufalo aponta os principais desafios para o próximo período do PSOL-SP – na

organização interna, a principal delas é implementar a política de finanças. “O partido depende de contribuição militante, por isso é essencial organizar essa situação”, afirma.

Entre outras medidas, o PSOL-SP pretende ampliar a presença da direção no interior do estado para criar uma relação direta com a base; contribuir no enfrentamento de questões políticas peculiares dos municípios e no combate a corrupção.

Para a política externa, vamos reafirmar nossa posição contra as privatizações da saúde e educação que vem ocorrendo no estado, buscar identidade com os movimentos e apoiar a reforma política que está no Congresso”, explica.

Balanço

No balanço de sua gestão (2011/2013), Paulo Bufalo diz que o partido cresceu no estado, “estamos ocupando mais espaços institucionais e nos movimentos sociais, por termos consolidado a organização interna. O partido deu um salto na questão da organização nos municípios, mas precisamos avançar mais e trazer outros lutadores sociais para o PSOL, avalia.

Biografia

http://www.paulobufalo.com.br/quem-e/

Posted in Noticia.