Para Paulo Bufalo, mandatos do PSOL tem destaque nos principais temas da política brasileira

Nesta entrevista,  o professor Paulo Bufalo, ex-vereador e  candidato a governador pelo partido em 2010 e atual presidente do PSOL no Estado de São Paulo  avalia o fortalecimento do PSOL no estado e o papel que os mandatos parlamentares cumprem nas lutas nacional e estadual.

Paulo Bufalo já presidiu o PSOL na cidade de Campinas, tarefa cumprida atualmente pelo dirigente sindical Arlei Medeiros. Com a expansão do partido para muitas regiões do Estado de SP, Bufalo assumiu a tarefa de fortalecer o trabalho que vinha sendo realizado pela direção anterior na organização do partido.

Como está o PSOL no Estado de São Paulo?

Paulo Bufalo: Avalio que cresceu em tamanho e importância na grande São Paulo e em muitas cidades do litoral, do Vale do Paraíba e do interior do estado. Em sete anos de existência, o partido já chegou a quase 200 cidades paulistas. Em todas elas, atua nas principais ações populares que vão desde o combate à corrupção, a exemplo do que aconteceu em nossa cidade, Campinas, até a luta contra as injustiças sociais, como aconteceu no Pinheirinho, em São José dos Campos.

O PSOL também abraçou as pautas do transporte público barato para população, por educação pública de qualidade, pela saúde pública, pela cultura, pela moradia popular, contra as privatizações.  

Nas cidades paulistas onde tem PSOL e existiu alguma luta popular por ética na política ou em defesa de direitos e do patrimônio público lá estiveram nossos militantes.

Como os mandatos parlamentares ajudam neste processo de expansão?

Paulo Bufalo: Nossa bancada federal é, sem dúvida, a melhor e mais combativa do Congresso, e não tem rabo preso com ninguém.

Os mandatos parlamentares do PSOL têm atuado em temas relevantes na política brasileira. Seja no debate da educação, exigindo investimento de 10% do PIB, seja na luta ambiental, contra as mudanças no Código Florestal, seja na luta por direitos humanos, contra qualquer tipo de discriminação, ou em temas chave da economia, como a dívida pública, que foi tema de uma CPI solicitada pelo PSOL.

Recentemente, vimos a atuação de nossos parlamentares na CPI do Cachoeira e o papel decisivo na cassação do mandato do senador Demóstenes, já que foi nossa bancada que entrou com o pedido da cassação.

É claro que isso ajuda no fortalecimento do partido, mas serve principalmente para o fortalecimento das lutas sociais e para o necessário desafio de construirmos alternativas para nosso estado e nosso país.

Quais demandas políticas e sociais no Estado de São Paulo requerem a atenção de nossos parlamentares neste momento?

Paulo Bufalo: Neste momento histórico, o combate à corrupção é um apelo comum em cada canto do nosso estado. E como conseqüências destes atos de corrupção e das políticas de privatização do Estado, temos visto o caos na saúde pública e a falta de alternativas para a juventude, que estão entre as principais demandas trazidas pela população.

Além, é claro, de outras questões que sempre estão presentes, como a educação em todos os níveis, cultura e esporte para crianças, adolescentes e jovens, e a proteção ao meio ambiente, que ganha cada vez mais relevância no estado.

Posted in Noticia.