Seminário aponta propostas para programa na área da Educação

Seguindo o ciclo de seminários programáticos organizado pelo PSOL Campinas, o tema desta segunda-feira, 11, foi a Educação. A militância reunida ouviu atentamente as apresentações do presidente do PSOL municipal Arlei Medeiros, das professoras Joseane Bufalo e Raquel Guzzo, e do presidente estadual do PSOL e também professor Paulo Bufalo.

Durante o debate foram feitas críticas aos modelos implementados em esfera federal, estadual e municipal. Em especial à visão mercantil de Educação. Raquel Guzzo questionou o fato de que cerca de 97% das crianças com seis anos ingressam nas escolas, mas que apenas 11% chegam ao ensino superior. Já Joseane Bufalo destacou as difíceis condições enfrentadas pelos profissionais da educação e projetos como “Nave Mãe”, implementado por Dr. Hélio, mas que não oferecem qualidade e tampouco sanaram a demanda de vagas na educação infantil cujo déficit hoje chega a cinco mil.

Paulo Bufalo ressaltou que há uma queda no número de matrículas e um aumento na evasão escolar. Para ele, a garantia de acesso à Educação também depende da articulação de políticas públicas em outras áreas, como transporte, cujas tarifas são altíssimas, e acessibilidade. “Campinas é a quarta cidade que mais tem rampas, mas isso representa apenas 6% de cruzamentos com rampas”, afirmou. Como exemplo de elementos que também influenciam na permanência na escola, Paulo Bufalo citou a falta de oferta de merenda escolar no Ensino Médio. “Isso gera impacto no orçamento das famílias”.

Outros temas como autonomia, democracia e participação nas escolas e valorização dos educadores foram considerados fundamentais para um programa de governo municipal.  Paulo Bufalo resgatou a proposta de inclusão dos monitores na carreira do magistério.

A questão do financiamento foi considerada essencial para um governo que queira inverter prioridades. O debate apontou para a intensificação da campanha dos 10% do PIB para a Educação e o cumprimento e ampliação dos 25% do orçamento previsto em lei.

A discussão foi considerada positiva pelo presidente municipal do PSOL Arlei Medeiros, que destacou o acúmulo que integrantes do partido tem na área. As propostas apresentadas servirão de base para a construção do Programa de Governo a ser apresentado para a cidade de Campinas.

Posted in Noticia.