Defesa da saúde ganha destaque no Corpus Christi

Cerca de 200 pessoas participaram de uma Missa em frente ao complexo hospitalar Ouro Verde neste feriado de quinta-feira, dia 7. O objetivo era protestar contra a corrupção em Campinas e a crise no sistema de saúde.

Durante a celebração, que contou também com encenações de jovens das paróquias da região, o Padre Nelson Ferreira denunciou o funcionamento precário do hospital que, segundo ele, utiliza apenas 40% da sua capacidade. Por diversas vezes, afirmou que isso era uma afronta à Eucaristia. “A vida tem que estar em primeiro lugar”, considerou.

Os presidentes estadual e municipal do PSOL, Paulo Bufalo e Arlei Medeiros, estiveram presentes ao ato.  Paulo Bufalo lembrou que na reinauguração do Hospital Ouro Verde, em 2008, quando Dr. Hélio buscava a reeleição, os 180 leitos foram ocupados com camas e macas, mas apenas sete estavam sendo utilizados. Ou seja: puro marketing eleitoral.  Para Paulo “as privatizações na saúde não melhoram o atendimento e abrem verdadeiros ralos por onde escoa dinheiro público”.

Posted in Noticia.