Reurbanização no Casarão do Jambeiro

DSCN7370

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em reunião com o secretário municipal de cultura, Ney Carrasco, na tarde desta quarta-feira, 07/10, o vereador Paulo Bufalo (PSOL) tratou do Casarão do Jambeiro e a viabilidade de projetos para a revitalização da área. A comunidade do Parque Jambeiro vem se mobilizando pelo restauro e recuperação do Casarão do Jambeiro, como é conhecida a ruína da casa sede que ficava na Fazenda Jambeiro.

Bufalo foi informado que a conversa com a comunidade está bem adiantada. A equipe do Condepacc (Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas ) sugeriu que os interessados apresentassem projetos e a Prefeitura iria avaliar a possibilidade de realizar a revitalização do patrimônio histórico com a preservação ambiental, garantindo os espaços de lazer e convivência da comunidade, considerando a reurbanização da área e possível transformação em parque somando a reserva ambiental ao lado.

“Ainda não temos um nome para essa “parceria poder público com a comunidade”, disse em tom de brincadeira e continuou “a ideia é fazer um grande parque, como o Taquaral, e valorizar o local para atrair investimentos como as leis de incentivo. Hoje, o que a prefeitura pode fazer é colocar um piso no andar de baixo”, exemplificou o secretário.

O vereador reforçou que a situação é complexa e merece cuidado na avaliação porque o local abriga área de floresta estadual e uma área da guardinha. “Vamos trabalhar e ver qual a melhor forma de contribuir com o projeto de reurbanização, se possível buscando emendas parlamentares”, completou.

O grupo criado na rede social Facebook “Casarão do Jambeiro”, conta com 1250 membros, em outra época, esta ferramenta não teria a mesma força de hoje. Com maior visibilidade, o Casarão do Jambeiro ganhou adeptos de várias frente: moradores, engenheiros, arquitetos, fotógrafos, artistas e o poder público. O grupo também realiza o “convescote”, uma espécie de piquenique e música.

A fazenda do Jambeiro já existia quando o Casarão foi construído em 1887. Após muitos proprietários, a fazenda foi vendida na década de 1970, a edificação tombada em 1993 e a área está abandonada pelo poder público há muitas décadas. Para saber mais detalhes acesse https://www.facebook.com/groups/1412563029050387/?fref=ts.

Emenda do PSOL concluíra biblioteca
A conclusão da segunda fase da obra da biblioteca pública no Bosque dos Italianos, localizado no Jardim Chapadão, está na fase da captação do recurso. O vereador Paulo Bufalo conseguiu viabilizar a emenda, por meio do deputado federal Ivan Valente (PSOL/SP), no valor de R$ 250 mil. A notícia veio na visita ao secretário de cultura, Ney Carrasco.

O recurso proveniente do Ministério da Cultura é para a implantação, instalação e modernização de espaços e equipamentos culturais no local, como a construção do auditório de 50 lugares e de um pátio para leitura com bancos apropriados.

Em fevereiro de 2014, membros da Associação dos Amigos do Bosque dos Italianos procuraram o vereador para falar da dificuldade em finalizar a obra, após reabertura do novo prédio em 2012. O objetivo é consolidar o trabalho de educação ambiental com as crianças que visitam o Bosque e ampliar o acesso ao acervo de literatura infantil da Biblioteca Monteiro Lobato.

Lei de fomento às artes da Cena
O secretário de cultura informou que a lei de fomento às artes da Cena, que teve minuta elaborada por artistas, pesquisadores, ativistas culturais e representantes dos poderes Executivo e Legislativo na Comissão de Estudos presidida por Paulo Bufalo, encontra-se passa por uma análise do orçamento necessário e deverá ser encaminhado à Câmara até o final do ano. “É um compromisso do governo a aprovação da lei de fomento”, afirmou.

Conselho de Cultural
A minuta para a criação do novo Conselho Municipal de Política Cultural foi elaborada e aprovada na Conferência Municipal de Cultura, em agosto do ano passado. De lá para cá, artistas e militantes da cultura vem pressionando o governo porque a reformulação do Conselho não saiu do papel. Ney Carrasco disse que o Projeto de Lei está pronto para ir à Câmara após assinatura do prefeito Jonas e avalia que nas próximas semanas será remetido ao Legislativo Municipal. O secretário afirma ainda que aguarda a criação do Conselho para que este conduza a construção do Plano Municipal de Cultura.

Posted in Noticia.